sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A Biblia e meus óculos!




Eu uso óculos desde os vinte e quatro anos, só isso rsrsrrs.

Dizia que estava vendo bem, e, leitor ávido que sou, notei diferenças e procurei um oftalmologista, sem dó e nem piedade comecei a usar um destes aros grossos e deu aquele aspecto de mais velho!

Deixando estas lembranças, penso que houvesse óculos morais, para nos ajudar a errar menos.

Vem-me à mente que temos óculos morais: a Bíblia.

Ela, além de ser a auto revelação de Deus, tem o poder de nos orientar na vida, em todas as questões.

Ela é “o fiel padrão pelo qual devem ser aferidas a doutrina e a conduta dos homens”.

A questão é que ela tem deixado de serem os óculos pelos quais examinamos o mundo, e passado a ser o objeto examinado.

Ela tem sido interpretada à luz de pensadores ou de correntes seculares de pensamentos.

Tais como “Uma visão afro da Bíblia” isto é tão válido quanto “Uma visão ariana da Bíblia”.

As pessoas têm seus pressupostos e interpretam a Bíblia à luz deles.

Outras interpretam à luz dos fundadores de suas seitas, como Ellen White, Joseph Smith, e menores.

A Bíblia deve reger a doutrina da igreja e a vida dos fiéis, não o oposto.

Por outro lado há pessoas que defendem o que pensam ser doutrina bíblica com uma truculência que não compete aos crentes em Cristo.

A Bíblia não precisa de quem a defenda, mas de quem a viva.

Violência em nome da ortodoxia é um absurdo.

Já vi gente defender o que julga ser doutrina correta com palavras vulgares e de ódio.

É “zelo sem entendimento” (Rm 10.2).

Foi assim que surgiram as fogueiras da Inquisição.

Felizmente hoje é proibido queimar discordantes doutrinários.

Quem tem a Bíblia como óculos morais cultiva a ortopraxia, “conduta correta”.

Procura viver como as epístolas recomendam.

Paulo usa muito as expressões “antes” e “depois”, ou “antes” e “agora”.

Como éramos antes e como somos agora.

Um irmão deu um testemunho de como brigava nos bares, antes de sua conversão, mas agora era convertido.

Um adolescente, comentou: “Antes ele dava garrafada nos bares, agora dá garrafadas verbais na sessão da igreja”.

Mudara o lugar, mas não o hábito.

Ter a Bíblia como óculos não é apenas pautar a doutrina por ela.

É pautar também o comportamento, o vocabulário, as atitudes, a maneira de tratar os outros.

Não basta dizer que se tem a doutrina correta.

É preciso ser correto.

É preciso tratar os outros corretamente.

Ter a Bíblia como óculos doutrinários não é muito difícil.

Ainda mais porque muitos veem o que querem ver, de doutrina na Bíblia.

Mas tê-la como óculos morais são difíceis, porém necessário.

Trata-se de vivê-la.

Trata-se de obedecer ao seu ensino, mais que defendê-lo.

Vamos viver os ensinos bíblicos!

Principalmente os relacionais, que tratam da vivência cristã.

Porque sobra credo ao mundo evangélico, e falta conduta.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Sodoma e Gomorra, eis a questão!

STJ autoriza casamento civil entre mulheres do Rio Grande do Sul e abre precedente

Camila Campanerut

Do UOL Notícias

Em Brasília

Pela primeira vez, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que um casal homossexual poderá realizar um casamento civil.

Por maioria, a 4ª Turma do STJ deu parecer favorável a Kátia Ozório e Letícia Perez, do Rio Grande do Sul.

Apesar da decisão só valer para este caso, cria-se um precedente na Justiça, que poderá servir de base para outros juízes em novas ações com a mesma finalidade.

A sessão desta terça-feira (25) retomou o julgamento do caso após suspensão na última quinta-feira (20), com o pedido de vista do ministro Marco Buzzi –o último dos cinco magistrados a votar na semana passada.

O placar já era favorável ao casal: os ministros Raul Araújo, Isabel Gallotti e Antonio Carlos Ferreira seguiram o voto do ministro-relator Luís Felipe Salomão.

Buzzi acompanhou a posição do relator, mas levantou que a discussão, devido ao alto nível de complexidade, deveria ser julgada não por eles, mas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Com base nisso, o ministro Raul Araújo mudou o voto e se posicionou contrário ao relator.

Na argumentação de Salomão, a aceitação do pedido de autorização para o casamento civil entre duas mulheres seguia a mesma linha defendida pelo STF que estabeleceu, em maio deste ano, que as relações homoafetivas fossem tratadas da mesma forma que as heterossexuais.

“O mesmo raciocínio utilizado, tanto pelo STJ quanto pelo STF, para conceder aos pares homoafetivos os direitos decorrentes da união estável, deve ser utilizado para lhes franquear a via do casamento civil, mesmo porque é a própria Constituição Federal que determina a facilitação da conversão da união estável em casamento”, defendeu Salomão em seu voto.

O casal de gaúchas entrou com a ação no STJ depois de decisões desfavoráveis em primeira e segunda instância.

A diferença do caso em relação a outros similares é que as autoras da ação não quiseram converter a união estável em casamento civil –preferiram partir direto para o processo de habilitação para casamento civil.

O casal se emocionou com a decisão, mas preferiu não conversar com a imprensa. O advogado delas não estava presente.

Ainda cabe recurso ao STF por parte do Ministério Público do Rio Grande do Sul, que defendeu na ação que o casamento, tal como disciplinado no Código Civil, “só é possível entre homem e mulher”.

Entenda a diferença
As diferenças entre o casamento civil e a união estável se referem à mudança do estado civil (de solteiro, em uma união estável, para casado) e a garantia ao direito da herança.

O casado, após a morte do cônjuge, passa a ser o “herdeiro necessário” e só terá de dividir a heranças com os filhos e pais (descendentes e ascendentes mais próximos).

Já o parceiro de uma união estável que ficou viúvo poderá ter de dividir bens com parentes distantes do morto.

Além do valor simbólico para os casais homossexuais, o casamento civil formaliza a união de duas pessoas que se relacionam –a certidão de casamento permite, por exemplo, que o par seja automaticamente colocado como dependente em convênios médicos e contratos.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Dá Senhor a capacidade de me indignar!




Emita sua opinião e tome uma atitude para mudar esta verdade!

Até quando Senhor?

Falta fazer uma para os pseudos conferencistas e preletores!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Ganância! Que rumo estamos tomando?



Ganância!

Ganância!

Ganância!

Pensamos em construir um templo, logo pensamos: De onde virá os recursos?

E o campo é fertil de idéias e esquecemos o caminho da oração e dependência Divina e por cima impedindo o povo de Deus contribuir de forma metódica, segundo sua prosperidade e com alegria!

Aquilo que era errado a alguns anos passados, hoje é lugar comum nas igrejas ditas evangélicas(Óbviamente que há excessões e não poucas)!

Já adentrei um templo e vi um automovel 0K com um bonito laço de presente...e um enorme banner indicando que poderia ser meu, desde que eu "contribuisse" por um cartão numerado e em determinado dia seria "sorteado"!

Se paga por tudo nas igrejas e tem delas que se o dizimo não estiver em dia não se participa da Ceia do Senhor!

Taxas e inscrições e anuidades pesadas se impõe ao pobre mortal que tiver o desejo de participar de uma reunião ou ser membro de uma convenção, igrejas!

Carteiras ou Credenciais, Diplomas ou Certificados, descontos de dizímos na fonte e diga-se de passagem, tirando o direito do crente levar a sua contribuição á casa de Deus e consequetemente ao se prestar o relatório naquela congregação não aparecerá o nome daquele pastor aposentado e alguem dirá: É só informar a igreja e tudo bem!....

Mas! Mas! - Por quanto tempo?

Tenho receio da afirmação: E Farão negócios de vós!

Entendo que há despesas pesadas para a manutenção de um Templo, Séde de Convenção, há a necessidade de funcionários, zeladoras, água, energia eletrica, telefone, computadores etc...etc...etc..

Tenho adotado o caminho mais dificil que é o de não constranger ninguem a contribuir por ameaças ou cerceamento de serviços prestados á membresía da igreja a que sirvo por mais de duas décadas.

E com alegria posso testificar, Deus é fiel e por seu Espirito Santo tem falado aos nossos irmãos e estes trazem aos cultos suas ofertas e dizimos e nada tem faltado, estamos construindo, adquirindo terrenos, mantendo missionários, fazendo assistência social ao socorrer necessitados, roupas, remedios, alimentação!

As vezes me questiono, de onde vem tudo isso?

E a resposta é uma só: Deus!

Exemplos de santos homens de Deus no passado que ousaram crer nas promessas biblicas estão no esquecimento de obreiros no presente!

No Querite, o Profeta Elias, recebeu alimentação trazida por corvos, depois uma viúva e isto por três anos e no deserto, um anjo!

Exemplos ao longo da história é que não falta!

Somos crentes!

Por si só a palavra já diz tudo: CRENTES!

Por que não pensamos em meios menos pesados para onerar nossos irmãos?

Se fizermos uma comparação de preços de viagens para Israel ou cruzeiros maritimos com palestras sobre tudo, me questiono por que são mais caros que o mundão lá fora?

Agora a moda é pastores levar "Romeiros a Israel" fazendo a comparação de preços é rapido a constatação que você terá que pagar mais por menos!

Isso virou febre no Brasil!

E se olhar para a quantidade de Biblias comentadas; tem até a da sogra!

E os cachês?

Ganância, Ganância, Ganância!

Se por um lado o conferencista ou cantor estabelece preços exorbitantes, tem pastores que são verdadeiros sangue sugas e não abrem a mão para pagar as despesas e dar uma oferta de amor ao obreiro que veio cooperar!

Não tenho nenhuma intenção de ofender a este ou aquele pastor e sim trazer uma reflexão e pensar se não está na hora de voltarmos á simplicidade do Evangelho?

"E o SENHOR apareceu de noite a Salomão, e disse-lhe: Ouvi a tua oração, e escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício.

Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo;

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.
2 Crônicas 7:12-14"

A Contribuição é necessaria sim!

Mas!

De que forma estamos recebendo?

Evangelizamos para salvação de vidas para vê-las servindo a Deus ou para aumentar a arrecardação?

De acordo com os ensinos biblicos ou na base do jeitinho mundano?

Vamos pensar nisso?

domingo, 9 de outubro de 2011

DEVANEIOS DE UM PASTOR SONHADOR

DEVANEIOS DE UM PASTOR SONHADOR

Em meio a tanta correria e desmandos do dia a dia, quase esquecemos a nossa vida espiritual, sabe, a igreja ainda existe, em meio aos escombros dos devaneios espirituais de pastores, padres, bispos, profetas e apóstolos.

Muitos destes já usam a bíblia até para esconder dinheiro, e diversos deles criaram escolas de graduações espirituais.

Não se contentam em serem servos do reino dos céus, querem a todo custo graduações no reino da terra, muitos destes já esqueceram suas funções de servos de Deus, e sonham em serem substitutos de Deus na terra.

Hoje pastor é baixo clero, a moda é ser bispo, e tem mais a classe dos super poderosos, os apóstolos, eles mesmo se autodenominam e no dia a dia forçam as pessoas a tratá-los como tal.

Se Jesus o filho de Deus viesse em carne e osso na terra hoje, seria expulso e alguns o acusariam de traidor dos céus, mas eu não quero criticar, não quero pecar falando o que eu penso.

Pastores, bispos, profetas, apóstolos, semideus, um dia irão acertar suas contas com Deus, bem talvez alguns, nem cheguem diante dele.

Sou apenas um simples pastor/servo que sonha com uma igreja onde os milagres aconteçam.


Eu sonho com uma Igreja
Onde os milagres sejam coisas normais.

Eu sonho com uma igreja,
Onde todos sejam realmente irmãos.

Eu sonho com uma igreja
Onde salvos não se sintam superiores.

Eu sonho com uma igreja
Onde os crentes exercitem sua fé.

Eu sonho com uma igreja
Onde os adoradores creiam que Deus ainda faz milagres.

Eu sonho com uma igreja onde os membros se preocupem com os enfermos.

Eu sonho com uma igreja onde exista amor.

Eu sonho com uma igreja onde ricos e pobres adorem a Deus em liberdade.

Eu sonho com uma igreja
Onde a falsidade seja um pecado.

Eu sonho com uma igreja onde os membros vivam o evangelho do ide.

Eu sonho com uma igreja onde as pessoas se cumprimentem.

Eu sonho com uma igreja onde as pessoas cantem em louvor a Deus.

Eu sonho com uma igreja onde os pastores e os diáconos se preocupem com os desamparados.

Eu sonho com uma igreja onde exista amor.

Eu sonho com uma igreja que preencha corações vazios.

Eu sonho com uma igreja livre da vaidade.

Eu sonho com uma igreja onde todos sejam um só povo.

Eu sonho com uma igreja aonde todos venham ao culto sem medo.

Eu sonho com uma igreja onde Deus seja realmente engrandecido.

Eu sonho com uma igreja onde homens e mulheres creiam no que pregam.

Eu sonho com uma igreja que creia no batismo com o Espirito Santo.

Eu sonho com uma igreja onde os dons espirituais sejam evidentes com ordem e decência.

Eu sonho com uma igreja que respeite os direitos do próximo.

Eu sonho com uma igreja que não queira ser melhor que a outra.

Eu sonho com uma igreja onde Deus realmente possa sorrir.

Eu sonho com uma igreja onde a Bíblia seja o livro dos livros.

Eu sonho com uma igreja onde existam verdadeiros servos, pecadores lavados e comprados pelo sangue de Jesus.

Eu sonho com uma igreja onde as crianças sejam felizes.

Eu sonho com uma igreja onde os velhos sejam respeitados.

Eu sonho com uma igreja onde os jovens sejam exemplos de Cristo

Eu sonho com uma igreja vitoriosa.

Livre das vaidades de bispos e pastores.

Eu sonho com uma igreja que se preocupe com o pecador.

Eu sonho com uma igreja onde as pessoas sejam curadas.

Eu sonho, com uma igreja onde os cegos possam ver, e os mudos possam falar.

Eu sonho com uma igreja onde as pessoas sejam exemplos na sociedade.

Eu sonho com uma igreja que não se preocupe com vaidades.

Eu sonho com uma igreja onde a humildade seja a liderança.

Eu sonho com uma igreja onde o louvor alcance os céus.

Eu sonho com uma igreja que seja luz em meio às trevas.

Eu sonho com uma igreja de milagres.

Eu sonho com uma igreja cujos obreiros sejam dignos de seus salários e vivam para o altar.

Eu sonho com uma igreja que o ide de Jesus Cristo seja obedecido por amor e gratidão ao sacrifício na cruz do Calvário.

Eu sonho com uma igreja onde os obreiros tenham prazer em visitar tanto pobres como ricos.

Eu sonho com uma igreja que entenda que o ide de Cristo é imperativo o seu obedecer.

Eu sonho com a igreja avivada do século 21.

Devaneios de um pastor sonhador e que seja despertado para que o sonho não seja apenas um devaneio de quem está dormindo!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ESCOLA BIBLICA DE OBREIROS - BELENZINHO/SÃO PAULO

Fonte: http://pastorwellingtonjunior.blogspot.com/

Estamos na última semana da 65ª Escola Bíblica de Obreiros da Assembleia de Deus, Ministério do Belém, a cada ano, dezenas de pastores, líderes das ADs em todo mundo participam desta que é considerada a maior Escola Bíblica das ADs.

Na manhã desta terça feira, 27 de setembro, no culto que sob a liderança do pastor presidente, José Wellington Bezerra da Costa e que foi dirigido pelo pastor e missionário Natanael Santos, diversos estados foram representados por grandes líderes; Paraná, pastores, Perci Fontoura, presidente da AD em Umuarama e Daniel Sales Acioli, presidente da AD em Apucarana e membro do conselho administrativo da CPAD; Maranhão, pastor Rayfran Batista; Bahia, pastor Abiezer Apolinário, presidente do conselho jurídico da CGADB, UMADENE e vice-presidente da AD em Salvador; Rio de Janeiro, pastor Isaias Coimbra, presidente da AD, Ministério de Ouro Fino em Nova Iguaçu e 1º secretário da CGADB, ainda do Rio o pastor Cyro Mello, secretario adjunto da CGADB que está com equipe da secretaria geral atendendo os ministros em SP, destaque também para a presença do pastor Josias de Almeida Silva, 1º tesoureiro da CGADB, presidente da AD em Cubatão e COMADESPE.

Muitos outros pastores de outros estados são esperados até segunda feira na AD Belenzinho.

Os preletores foram os pastores; Roberto Santos (SP), Weldon Bourchett, líder de uma grande igreja nos Estados Unidos que foi interpretado pelo Ev. Degmar Ribas (SP) e o pastor Daniel Sales Acioli, presidente da AD em Apucarana e membro do Conselho Administrativo da CPAD.

Pastor Acioli trouxe uma boa reflexão aos obreiros, em sua mensagem ele relatou grandes experiências de seu ministério pastoral, mostrando vários caminhos para que os obreiros de hoje possam ser bem sucedidos no desempenho de sua santa vocação.

Após a mensagem do pastor Acioli, o pastor José Wellington disse: ''estamos alegres e satisfeitos com o que Deus tem feito entre nós, para cada área de nossas vidas, ministros do Senhor, Deus tem uma saída, uma estratégia, um caminho para que nosso ministério possa ser desenvolvido com grande êxito'' finalizou, seguindo os obreiros para o almoço.

Obreiros de todo o Brasil prestigiaram o evento!
Pastor Daniel Sales Acioli - Ministrando aos obreiros.
Pr. Daniel - Falou sobre a Familia de Efraim.



Pastor José Wellignton Bezerra da Costa
No encerramento da EBO grande culto de ações de graças pelo aniversario do casal:Irmã Vanda e Pr. J. W. Bezerra da Costa.


Pastor Genildo Simplicio pregou na Terça Feira á noite, foi usado poderosamente pelo Senhor!

sábado, 1 de outubro de 2011

AS MARCAS DO DISCIPULADO

AS MARCAS DO DISCIPULADO        Textos: Mateus 16.24 INTRODUÇÃO:  Paulo trazia no corpo as marcas de Cristo Jesus (Gl. 6.17).    ...